Sobre o Site

Links Úteis:

Série & Filme

A Repartição do Tempo (2018) Nacional – TORRENT

A Repartição do Tempo - IMDb
Título no Brasil: A Repartição do Tempo
Título Original: A Repartição do Tempo
Gênero: Comédia / Ficção
Duração: 100 min
Diretor: Santiago Dellape
Lançamento: 2018
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Idioma: Português-BR
Legenda: S/L
Tamanho: 810 MB
Formato: HDRip / AVI
Resolução: 1280×720
Hospedagem: Torrent
A Repartição do Tempo

A Repartição do Tempo – Sinopse, Elenco, Links, Screen, Trailer.

Brasília, início da década de 1980. O REPI (Registro de Patentes e Invenções) acaba de ser capa de uma importante revista nacional, que o coloca como exemplo da burocracia existente no governo. Lisboa (Eucir de Souza), o chefe, não gosta nem um pouco da reportagem e decide cobrar atitude de seus funcionários, que fazem de tudo menos trabalhar. Paralelamente, o Dr. Brasil (Tonico Pereira) deseja patentear uma máquina do tempo e a deixa no REPI. Ao colocar o aparelho no estoque, Jonas (Edu Moraes) acidentalmente o aciona e, consequentemente, volta no tempo.

Elenco:
Edu Moraes … Jonas da Silva
Eucir de Souza … Lisboa
Bianca Müller … Carol
André Deca … Zé
Rosanna Viegas … Shirley
Ricardo Pipo … Gladson
Selma Egrei … Senadora
Tonico Pereira … Dr. Brasil
Dedé Santana … Almeida
Andrade Jr. … Pacheco
Bidô Galvão … Betânia
Sergio Sartorio … Roque
Dina Brandão … Rosalva
Yasmim Sant’anna … Kellen
Sérgio Hondjakoff … Dr. Cabeção

CURIOSIDADES:

Vencedor dos prêmios de melhor ator (Edu Moraes), melhor montagem e melhor direção de arte na Mostra Brasília do 49º Festival de Brasília.

Como uma homenagem ao cinema de aventura e fantasia dos anos 80 e início dos anos 90, o longa foi inspirado nos filmes dos Trapalhões e em clássicos como Goonies, Conta Comigo, De Volta para o Futuro e Feitiço do Tempo.

Comentários:

Um filme muito engraçado, com o elenco afinadíssimo. O filme é atual, mas com várias referências retrô além de ser inovador por ser uma ficção-científica brasileira. Uma crítica ao serviço público diferenciada, onde, todo mundo é completamente herói nem vilão. Musica, arte, montagem, tudo muito bem feito. Pode ser um pouco confuso, mas que filme com viagem no tempo que não é confuso em algum momento? Legal ver caras novas no cinema, e dar risadas mas sem perder o senso crítico.

Todos querem fazer piada com a burocracia e ineficiência de Brasília. Vamos lá, é como chutar cachorro morto. E todos querem ainda usar os xingamentos que aprenderam no Facebook: petralha e comunista. Tanto é que uma equipe inteira que recebeu dinheiro para isso decidiu fazê-lo na forma de filme. E, aparentemente, nem eles parecem levar muito a sério o que fizeram. Não dá pra culpá-los. A Repartição do Tempo usa em sua história uma máquina do tempo e o prédio de invenções e patentes (risadas incontroláveis), uma das divisões mais inúteis e ineficientes do Estado (como se eles estivessem competindo). O resultado é uma piada sem graça contada várias vezes. Se me dizessem que filme é 100% estatal, eu não duvidaria.

Assistiu? Clique aqui e deixe seu comentário também!

Scroll Up